Eternamente responsável ???

" Tu te tornas eternamente responsável pelo que cativas." ( Pequeno Príncipe- Antoine de Saint-Exupéry)

    Durante muito tempo eu repetia e admirava essa citação, colocava em posts, status e seguia como um lema de vida, até perceber que não é bem assim que as coisas funcionam.
   Não deixei de amar o livro e acreditar fielmente que o Pequeno príncipe continua vivo em algum outro planeta, mas a complexidade do significado dessa frase é muito menos romântico do que o filme tenta nos passar.
    Certa vez vi um entrevista do Pe. Fábio de Melo ao programa da apresentadora Marília Gabriela, no qual ele afirmava que essa frase é um perigo para as pessoas que são carentes em excesso, pois as fazem acreditar que o outro deve estar preso a elas para sempre
    Mais perigoso do que o pensamento da pessoa carente é o da pessoa que acredita que a "bondade" dela para com os outros da-lhe o direito de comandar e trata-lhes como bem entender.
      Em 13 de maio de 1888 a lei áurea foi assinada, não existe mais escravidão, não existe mais senhores e serviçais.
    Por vezes nos negamos a analisar o contexto no qual vivemos e negligenciamos pensamentos em prol do bem estar social.
     Entretanto a verdade é que muitas pessoas sentem-se no direito de comandar o outro, como se o mesmo fosse uma marionete.
    Não importa a relação que você tenha, ninguém tem o direito de pisar e maltratar você, ninguém tem o direito de roubar suas vontades,roubar seus desejos e principalmente roubar sua voz.
    Você não é responsável pela pessoa que cativa, quanto menos pela eternidade; Você não precisa estar acorrentado a um relacionamento doentio de senhor e escravo.

      Liberte-se de toda a amarra da sua alma, seu jeito irá cativar muitas pessoas e você não é responsável eternamente por cada uma delas.
   
     Seja livre emocionalmente e que o único Senhor a quem você sirva seja o seu Deus.


Enviar um comentário

Mensagens populares